Impacto de medicamentos e substâncias na fertilidade masculina

Table des matières

Neste artigo, veremos como vários medicamentos e substâncias podem afetar a fertilidade dos homens e daqueles que foram designados como do sexo masculino ao nascer. Além disso, veremos o que você pode fazer para atenuar seus efeitos. Para preservar a sua fertilidade, é necessário conversar com o seu médico sobre qualquer medicamento que esteja tomando, principalmente se estiver planejando formar uma família.

Medicamentos prescritos e fertilidade masculina

Certos medicamentos prescritos podem ter um impacto temporário ou permanente na fertilidade masculina. Esses medicamentos incluem

  • Alfa-bloqueadores: usados para tratar sintomas urinários associados ao aumento da próstata, eles podem afetar a fertilidade reduzindo a contagem de espermatozoides.
  • Antidepressivos (SSRIs): além de alterar a mobilidade dos espermatozoides, esses medicamentos podem danificar seu material genético.
  • Drogas quimioterápicas: usadas para tratar o câncer, podem reduzir consideravelmente ou interromper a produção de esperma.
  • Opiáceos: o uso prolongado pode interromper a produção de testosterona, reduzindo a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.
  • Cetoconazol: tomado por via oral para infecções fúngicas, pode inibir a produção de testosterona e reduzir a produção de esperma.
  • Inibidores da 5-alfa-redutase: medicamentos como Propecia® e Avodart®, usados para queda de cabelo e aumento da próstata, podem ter um impacto temporário na produção e no volume de esperma.
  • Outros medicamentos: vários outros medicamentos prescritos podem causar problemas de fertilidade, a maioria dos quais é reversível. Entre eles estão anticonvulsivantes, antirretrovirais, antibióticos, anti-hipertensivos, cimetidina, colchicina e sulfassalazina.

Se estiver tomando algum desses medicamentos e tiver problemas de fertilidade, consulte um urologista para fazer um teste de esperma.

Efeitos de drogas recreativas na qualidade do esperma

Substâncias recreativas como álcool, esteroides anabolizantes, maconha e tabaco também podem afetar a saúde reprodutiva dos homens. O abuso de álcool e o uso excessivo de esteroides e maconha têm um impacto negativo na produção de esperma e na libido. O efeito da metanfetamina é incerto, mas estudos em animais mostraram que ela reduz a mobilidade dos espermatozoides.

Portanto, é essencial evitar essas substâncias o máximo possível ou usá-las com moderação. Se você for viciado em alguma dessas drogas, é importante procurar tratamento para preservar sua fertilidade e saúde geral.

Recuperação da fertilidade após a interrupção do tratamento

Em muitos casos, os efeitos das drogas na fertilidade masculina são reversíveis após a interrupção do tratamento. Entretanto, pode levar vários meses para que a produção de esperma volte ao normal. Portanto, é importante consultar um profissional de saúde se estiver pensando em interromper qualquer medicamento que afete a sua fertilidade.

Dicas para proteger sua fertilidade e saúde geral

Para preservar a fertilidade e promover uma boa saúde geral, aqui estão algumas dicas:

  • Evite medicamentos potencialmente prejudiciais à fertilidade ou converse com seu médico sobre eles.
  • Limite o consumo de álcool, tabaco e drogas.
  • Adote uma dieta balanceada rica em antioxidantes para promover a qualidade do esperma.
  • Exercite-se regularmente, mas evite exercícios extenuantes, que podem aumentar a temperatura escrotal e prejudicar a produção de esperma.
  • Controle seu peso, pois a obesidade pode contribuir para problemas de fertilidade.
  • Gerencie o estresse, que também pode afetar a qualidade do esperma.
  • Se estiver apresentando sintomas de baixos níveis de testosterona, consulte um médico para discutir uma possível terapia de reposição.

Em resumo, estar ciente dos efeitos nocivos de medicamentos e substâncias sobre a fertilidade masculina é fundamental para preservar suas chances de ter uma família. Não hesite em conversar com seu médico sobre os tratamentos que está fazendo e as mudanças no estilo de vida que precisa fazer para proteger sua fertilidade.

Partagez la publication :

A Lire Aussi :